quinta-feira, 18 de novembro de 2010

BOLO DE RUIBARBO COM MAÇÃ


BOLO DE RUIBARBO COM MAÇÃ
Cada país tem a sua tradição doceira.
Por cá, usamos e abusamos dos ovos.
Os estrangeiros adoram os nossos bolos.
Mas o certo é que, para nós que já os conhecemos "de gingeira", acabamos por achar que os deles são melhores.
Pois …” é que a galinha da minha vizinha é sempre melhor que a minha”
Para dizer a verdade fico com os olhos bem arregalados frente a uma boa montra de tartes quando vou à cidade luz. Claro que tenho de comer algumas e o problema é escolher a melhor. Á fatia ou tarteletes, bem recheadas de frutos, são de comer e chorar por mais.
Por lá, na altura dele, abundam as de ruibarbo. Adoro o contraste da diferença de sabor entre o doce das frutas e o gosto mais ácido do ruibarbo.
Raramente se avista nos nossos supermercados e quando aparece o preço é exageradamente caro. Não sei se se cultiva em Portugal, mas não me parece muito difícil o seu cultivo. E se em Inglaterra ele produz tão bem, acho que também poderá fazer parte das culturas do meu quintal para o próximo ano.

Mas, claro que no supermercado do El Corte Inglês, o havia à venda.

Chegada a casa vai de o provar. Ao natural era mesmo azedo. Pesquisei na net e lá cheguei à conclusão que tinha de ficar algum tempo com açúcar antes da utilização nos bolos.

Estava fora de questão, por hoje, aventurar-me nas tais tartes à Francesa.
( Este exemplar foi um a que não resisti. Gosto das Tartes Julie . A quem interessar: no Forum les Halles)

Por outro lado, para começar não queria fazer uma tarte muito grande.

Então, dividi o ruibarbo e acabei por lhe dar 2 utilizações.

Por isso, não quis grandes aventuras nesta primeira experiência.

Optei por um bolo, aldabrão, à moda da casa.

Ingredientes:

Ruibarbo (q.b.)

3 ovos

Canela(1 pitada)

2 colheres sopa de vinho do Porto

Açúcar amarelo 150gr

Farinha 130 gr (uso sempre Branca de Neve Super fina)

Maçã Royal Gala (2 pequenas com casca)

Como fazer:

Fiquei indecisa entre usar maçã reineta ou R.Gala. Mas atendendo a que o ruibarbo já tem aquele travo e como a reineta é mais ácida, acabei por escolher a R.Gala

(não foi preciso tirar os fios ao ruibarbo pois os caules eram mesmo muito tenros e finos).

Parti o ruibarbo, em pedacinhos com cerca de 2cm, para um recipiente fundo.

Juntei a maçã lavada e sem grainhas, cortada com casca e em quadradinhos pequenos.

Juntei o vinho do Porto , a canela e 2 colheres de sopa de açúcar amarelo. Deixei ficar 2 horas a macerar, mexendo de vez em quando.

Findo este tempo, despejei para um escorredor . 5 minutos depois, coloquei a mistura sobre um pano, envolvendo bem de modo a ensopar todo o líquido.

Bati os 3 ovos inteiros, com o açúcar. Juntei o vinho do Porto. Bati novamente. Incorporei a farinha e bati bem.

Untei um tabuleiro com manteiga.

Untei o papel vegetal com manteiga e colei ao tabuleiro.Polvilhei então com farinha e sacudi bem.

Coloquei a massa . Sobre ela coloquei o ruibarbo e a maçã. (e como tinha muitos morangos juntei alguns cortados para ver se ficava bem)

Levei ao forno (pré aquecido durante 10 minutos), a 180º, durante 25 m

Deixei amornar e desenformei.

Como primeira experiência deu para perceber que este tipo de maçã está aprovado.

Mas a saga do ruibarbo vai continuar pois há cá frutos vermelhos e uma tarte espera por mim.


3 comentários:

ameixa seca disse...

A esse preço bem que nunca na vida provo ruibardo.. até doeu!
Mas o aspecto é mesmo lindo :)

Ana Rita disse...

Fiquei espantada por ser tão caro!!!
Se quiseres uma receita para mousse de Ruibarbo procura no site da Nigella Lawson em Eton's Mess.
Deve ser óptimo!

Bjinhos,


Rita

http://bembons.blogspot.com

Alcina disse...

Já tenho visto por aí receitas mas nunca o vi por perto, nem fazia bem ideia da forma do bicho, mas o aspecto do bolo e da tarte são excelentes :-)