segunda-feira, 17 de setembro de 2012

HARISSA 

Quando há algum tempo estivemos na Tunísia (e porque ainda tinhamos bastantes moedas na carteira), resolvemos passar por uma loja no aeroporto e comprar produtos regionais daquele país.
E foi assim que, entre várias coisas, trouxemos a nossa primeira embalagem de Harissa.
Foi como que uma compra a medo, na ânsia de experimentar mas com medo de ser algo muito picante que acabaríamos por não consumir.
Por isso a lata escolhida foi das pequenas.
Só que a experiência superou as nossas melhores expectativas .
E ficamos fãs desse tempero para as carnes.  
Posso dizer que  a partir daí e sempre que fazemos grelhados de carne de porco , a carne é pincelada com uma mistura de Harissa diluída num pouco de azeite e só depois disto se tempera com sal grosso imediatamente antes de ir a grelhar.
(Em Lisboa descobrimos uma variedade no Supermercado do El Corte Inglês ).
Depois e em conversa com uns amigos que já lá foram no ano seguinte, demos-lhe a conhecer este "tempero".
Só que os nossos amigos gostaram tanto da sua primeira experiência de férias que  passaram a ir todos os anos no Verão para aquele país do Norte de África. 
E depois do 2º Verão em Hammamet...
Eis que me apareceram em casa com uma prenda.

Um saco bem recheado com variedades diferentes de Harissa. 
E para que nada nos faltasse.... Trouxeram 2 embalagens de cada uma destas espécies).
Isto é o que se chama tê-la agora para dar e vender.
Mas os meus grelhados agradecem.

E, segundo ele diz, este é o melhor sítio para comprar produtos regionais naquela grande cidade turística.

Aqui fica a informação de quem sabe mesmo o que diz.
lol  lol

E se forem para aquelas bandas já sabem!

Obrigada amigo A.

Um comentário:

Alcina disse...

Não conhecia tal tempero e nem a Tunisia com pena minha :-) talvez um dia se não morrer nova :-) o tempero se já há por cá é um caso a averiguar :-)