segunda-feira, 14 de março de 2011

CROQUETES DE CARNE


CROQUETES DE CARNE
(Antes e depois de fritar)

Esta cozinha não fechou para férias.

Nem tão pouco tenho ido sempre comer fora.

Mas o certo é que o “afastamento” tem sido grande. Não há justificação para me desculpar deste longo espaço de tempo. Entrei numa de preguicite aguda. Os dias vão passando, o hábito de ir tirando fotos vai ficando de lado e pronto… o hábito faz o monge, quebram-se as rotinas e os dias vão passando sem que haja fotos. Muitas das vezes quando me lembro já a refeição vai a meio .

Entre as “novas experiências gastronómicas” que me têm sido pedidas, uma havia que , de vez em quando, me martelavam o juízo:

“Quando fazes croquetes?” Ou: “ mãe…fazer croquetes é muito difícil?”

Pois…era mesmo daquelas coisas que não me puxava nunca para fazer. Imaginava o muito trabalho exigido para um “final feliz” e absolutamente compensatório em termos de satisfação total com o bom resultado obtido.

Isso e rissóis… não faziam parte dos meus planos.

Só que, finalmente, houve o chamado dia da “boa vontade”. Estava com uma paciência de anjo e…é hoje!

Vamos a eles!

CROQUETES DE CARNE

INGREDIENTES:

500 gr de carne picada

2 rodelas médias de chouriço

3 gemas de ovos

1 caldo de carne Knorr

4 colheres de sopa de leite

2 colheres bem cheias de manteiga

150 gr. de farinha de trigo sem fermento

1 cebola grande partida finamente

1 dente de alho

Noz moscada ralada (q.b.)

Pimenta branca (q.b.)

Sal (q.b.)

1 raminho de salsa e de coentros finamente picados.

Pão ralado

1(ou 2) ovo batido para no final passar os croquetes. (antes de os envolver em pão ralado)

Óleo para fritar.

COMO FAZER

Levar ao lume a cebola, alho, manteiga, caldo Knorr, sal, pimenta e noz moscada.

Deixar alourara a mistura. Juntar o leite.

Juntar a carne picada e as rodelas do chouriço ( que se retiram depois ).

Tapar o tacho. Vai mexendo de vez em quando até a carne estar cozinhada.

Retirar do lume.

Bater bem as gemas dos ovos e quando a carne estiver morna, juntar os ovos batidos.

Juntar então a farinha, pouco a pouco, ligando-a bem à massa da carne.

Levar novamente a massa ao lume, mexendo sempre, para cozer os ovos e a farinha.

Esta massa deve ficar bem consistente, de modo a que os croquetes se consigam tender.

(Pode tentar moldar um. Se a massa estiver mole demais, juntar mais um pouco de farinha e levar novamente a cozer um pouco)

A massa, em estando morna vai ao frigorífico cerca de 1 hora para enrijar .

Na hora de moldar os croquetes, juntar então a salsa e os coentros picados.

Moldar então os croquetes todos.

Passá-los então pelo ovo batido e finalmente pelo pão ralado.

Com meio quilo de carne fiz os que podem ver na foto. Congelei alguns para um jantar desta semana.

A minha habilidade para este estilo de comida não é grande coisa. A princípio tive dificuldade em os moldar. Ficaram de tamanhos bem diferentes uns dos outros…Por fim lá atinei com o esquema.

Ficaram saborosos, embora não tão apresentáveis como os de compra, tanto que alguns “romperam”. Mas para isso também encontro uma explicação: deveriam ter sido passados por mais gema de ovo antes do pão ralado.

Uma experiência a repetir?

Talvez!

Quando tiver paciência, pois tanto trabalho só dá para fazer em mais quantidade e congelar para mais 1 ou 2 refeições.

Mas para a primeira vez sempre correu melhor que estava à espera.

Acompanhei com esparregado de espinafres

9 comentários:

Comunicação disse...

Saúde é coisa séria. Preste atenção no recado que a apresentadora Hebe Camargo traz para você: http://bit.ly/gwEDaB.

Siga-nos no Twitter e fique por dentro da campanha Saúde Não Tem Preço: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Ana Rita disse...

1ª vez???? Olha que não se nota nada!!!Ficarammm muitoooo bonsssss....Parabéns!!!!

Bjokas

ameixa seca disse...

Nunca fiz e há anos que não como croquetes mas ficaram bem apetitosos. A preguicite é mal geral :)

♥♥ belinhagulosa ♥♥ disse...

que belos croquetes para primeiros amiga linda,bjokinhass

nuvemdoce disse...

Turbolenta que delícia, não só os teus croquetes, mas toda essa paixão deixada aqui bem entregue nessas letrinhas que entram em nossa casa e fazem as delícias dos pequenos, graúdos, adultos e velhotes, quem não gosta de croquete??..todo o mundo adora. Estão sempre em todo o lado, festas aniversário, casamentos, lanchinhos, convívios, jantares em grupo, almoços de família, enfim...uma delícia, masi ainda essa sua descrição, fico contagiada e com vontade de chegar em casa e pegar na massa!!...eheheh..

Valeu..Beijokas

Alcina disse...

Croquetes-uma coisa que nunca me atrevi a fazer, mas gosto.
Quanto ao seu cometário em off lá no meu blog, uma história triste essa, eu não sei o que me espera, assim como nenhum pai biológico sabe, mas para já o menino é amoroso e muito alegre, mas não é uma tarefa fácil e ninguem que se mete numa empreitada destas pode esperar que o seja, quando se vai buscar uma criança já com uma personalidade meio formada e uma história de vida trágica.
Obrigado pelo comentário bjs

EMPRESÁRIA DE SUCESSO disse...

Nunca fiz mas gosto muito...
Ficaram com muito bom aspecto, continua:)
Bj

sofia disse...

adoro e ja ha tto tempo que não como. vim parar ao seu blog atraves de outro e adorei, tornei-me seguidora para acompanhar as novidades. tb tenho um cantinho, se quiser conhecer os meus petiscos. a morada é:
http://ensaiosculinarios.blogspot.com/
beijocas

Os Babinhos disse...

Adoro croquetes....

Bjs
http://aspapinhasdosbabinhos.blogspot.com/