sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Não é de ontem nem de hoje a má relação que eu tenho com tudo quanto é bolo, bolinho, bolachas e afins.
E não me estou a referir a comer mas à arte de as confeccionar.
Nunca tive um caso de sucesso garantido, algo que me desse uma grande satisfação e poder olhar para o que tinha feito e dizer: Consegui!
Eu bem tentei receitas junto de várias fontes . De pessoas que eram exímias neste tipo de doçaria. A opinião generalizada era de super facilidade.
Algumas até me davam truques para o sucesso. Outras lá iam dizendo que tinham de ser feitas sempre assim, senão saiam mal.
Ora isto, só me fazia convencer ainda mais que eu era verdadeiramente inapta para tal.
E depois de muitas (imensas) desventuras presenciadas na solidão da minha cozinha apenas por mim e pelas minhas humildes e pequeninas forminhas de alumínio, eis que, num dia de verdadeira inspiração,(ainda estou para saber como....) a coisa até correu bem.
Bem demais! Muito melhor que eu esperava !
Foi uma admiração total para os membros da minha família.
E quando as apresentei ao jantar, mais parecia que alguém fazia anos.... com direito até a uma pequena salva de palmas e tudo.
E agora perguntem-me: Foi difícil?
Não!... mas ainda não estou bem refeita deste efémero sucesso.
E para que tal possa ser devidamente credenciado, nada mais me resta que “testar” novas receitas e apresentar-vos os resultados (bons ou maus.... isso depois vamos ver!)

Mas uma certeza vos dou: como dos fracos não reza a história, só vão poder ver novas fotos se houver uma 2ª vez com resultados garantidos.
lol lol
QUEIJADINHAS

Ingredientes:
4 dl leite
250 açúcar
60 gr farinha trigo sem fermento
3 ovos
1 colher sopa de manteiga
raspa de 2 laranjas
1 pau de canela

Como fazer:
Numa taça juntar o açúcar com a farinha e os ovos. Mexer bem (sem bater).
Levar ao lume o leite com a raspa das laranjas e o pau de canela.
Quando ferver apagar o lume.
Deixar arrefecer um pouco e tirar o pau de canela.
(uma das indicações que me deram os entendidos era que o líquido deveria ir  ainda quente para o forno)
Despejar o líquido , em fio, sobre a mistura: açúcar+farinha+ovos, mexendo sempre.
Acrescentar a manteiga derretida e mexer novamente.
Colocar o líquido nas formas que entretanto foram barradas com manteiga e polvilhadas com açúcar.
Pôr no fundo do forno um tabuleiro com água a ferver com algumas rodelas de limão (apenas para que o tabuleiro- se for de alumínio não fique com a marca da água).
As formas são postas num outro tabuleiro sobre a grade do fogão.
Vão ao forno aquecido, ventilado, a 160º durante 25 a 30 m.
Deixar arrefecer antes de desenformar.

Por fim, colocar em forminhas de papel.
Isto eu não fiz pois como foi pensado naquele instante ( e como tinha sérias dúvidas que saíssem comestíveis), não as tinha em casa.

2 comentários:

Alcina disse...

Pois eu tenho mais sorte ou jeito para os bolos :-)) mas para bolinhos nem é falta de sorte, é mesmo fobia de untar e desuntar as ditas :-) detesto, a minha mãe fazia umas queijadinhas que toda a gente adorava e eu cá em casa experimentei fazer uma queijadona e não gostei do aspecto da coisa á fatia, não é uma queijadinha... e agora com o pequeno até tenho pena, já comprei umas formas de silicone e tudo, mas não me puxa fazer o quê :-)) estas ficaram bem bonitas e com um ar humidas q.b.

kikas disse...

Olá boa tarde,
De todo o coração deixo-lhe os meus parabéns!
Além de perfeitas ficaram com ar de deliciosas pois de seco não têm nada.
Bjs e boa semana.