sábado, 12 de maio de 2007

FAVAS COM ENTRECOSTO




FAVAS GUISADAS COM ENTRECOSTO

Ingredientes:

Favas

Entrecosto

Chouriço de carne

Chouriço preto (próprio para favas)

Cebolas

Alhos

Azeite

Sal

1 folha de louro (sem o veio central)

Pimenta de bife(1 pitada moída na altura)

1 colher( sopa) de concentrado de tomate

1 Ramo grande de coentros frescos

Como fazer:

Picar as cebolas e o alho (finamente). Juntar as duas metades da folha de louro, a pimenta moída na altura, o concentrado de tomate, o azeite e o sal ( atenção : os enchidos já são salgados).

Pôr tudo num tacho grande. Juntar a carne partida em pedacinhos e as favas.

Deitar água até mal cobrir as favas.

Vai ao lume. Assim que ferverem, baixar o lume para o mínimo e deixar cozinhar lentamente, com o tacho sempre tapado.

Ao fim de cerca de 45 minutos, acrescentar os chouriços partidos em pedacinhos.

De vez em quando vai sacudindo o tacho para a comida não pegar.

Quando cozinhar um pouco mais, junte o ramo dos coentros (atados).

Verificar o sal

Acompanhamento: salada de alface

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -- - - - - - - - - -

O tempo de cozedura é variável. Depende das favas serem mais ou menos rijas.

Portanto, a partir de 1 hora convém verificar o nível de cozedura, mas, em lume brando e num bico médio, costuma demorar, para ficarem bem apuradas, ente 1h 30 m a 2 h.

BOM APETITE

6 comentários:

Cláudia A. disse...

Este prato parece delicioso. Preciso fazer alguma receita com favas, nunca fiz. um beijo.

mário franco disse...

Adoro favas e como com frequência quando as há e o entrecosto de porco preto....que delicia!!!!
Um belo tinto alentejano e...
ficamos com a sensação que somos únicos!

Sandokan disse...

Subi e desci, tantas vezes,
o teu corpo percorrido pela música,
pelas doze cordas do Ocidente,
pelos tambores leves que trouxeste das outras
margens,
do contínuo rumos das tendas.

Não,
não adormeço, tenho frio,
tenho um sonho de águas estagnadas que me
espera ao abrir os olhos.

Hoje,
ao contemplar os jardins fechados,
recordo tudo isso,
escrevo,
parto sonambulamente,
mas não sei onde encontrar a tua morada,
os gladíolos ardentes

BEIJOS DO TIGRE DO LUSO.

Eu gosto muito de favas!!!!

Já comeste CARAMUJOS da loja do João Freitas no LUSO?

São divinais!!!!!!

viviana disse...

bem é daqueles que eu detesto mesmo!! jokas fofas e uma boa semana

Elvira disse...

Um clássico! Tão bom! :-)

maria-joão disse...

FAVAS!
Apanhei ontem a 1ª favada do meu quintal!