quinta-feira, 18 de outubro de 2007

M A R M E L A D A

Chegou a época dos marmelos.

E nesta época o ritual mantém-se.

As pessoas, principalmente as de mais idade, continuam a fazê-la, pois, quer queiramos quer não, a marmelada ainda continua a ser o doce mais vulgarizado, quanto mais não seja nas zonas do interior.

Convém ter cuidado na fase final, quando precisa constantemente de ser mexida, pois ao levantar bolhas, pode provocar queimaduras. A panela deve ser bem grande e a colher para a mexer, igualmente o maior possível. O lume: esse tem de estar o mais brando possível.

Como fazer:

Descascar os marmelos para um recipiente com bastante água, tirando a casca (e toda a zona mais rija envolvente) e limpá-los dos meios mais rijos e pevides.

Escorre e pesa os marmelos.

Numa panela (a água tem de ser fria) colocar os marmelos a cozer em lume forte e tapado.

Demoram pouco tempo a cozer. Verificar com um garfo.

Entretanto:

Numa outra panela grande colocar:

Por cada quilo de marmelos 4 dl de água e 750 gr de açúcar

Deixa ferver.

Tapa e deixa cozer em lume brando até fazer ponto de rebuçado.

(Ponto de rebuçado- está bem feito quando se deixa cair um pouco da calda do açúcar num recipiente com água e se forma um montinho rijo, estilo caramelo)

Agora que os marmelos estão cozidos, escorrer num passador de rede até não deitarem água nenhuma e reduzi-los a puré com um passevite.(fica melhor que usar o triturador).

Se já tivermos a calda em ponto de rebuçado, (tiramos a panela do lume ) e juntamos o puré dos marmelos.

Vai novamente ao lume.

Mexe-se sempre para não pegar, durante cerca de 15 a 20 m.

Retira do lume . Deixar arrefecer um pouco e põe-se em tijelas (de preferência de louça).

Se tiver miúdos pode deitar numa caixa baixa e rectangular para depois poder cortar em cubinhos)

Cortam-se folhas de papel vegetal à medida do tampo da tijela e deixam-se os recipientes num sítio onde apanhem bastante sol,(no interior, pois se os deixar do lado de fora de uma janela, aparecem logo as abelhas para a comerem), até que ela tenha a textura que se quer.

(se gostar dela muito mole, para barrar no pão, não deve apanhar sol.)

Nota:

Se gostar da marmelada muito doce, deve usar 1 kg de açúcar por cada quilo de marmelos já descascados.

(Esta foto do marmelo é para a Nani do Paulo (Brasil) que diz não conhecer o fruto com este nome.Também há quem lhe chame gamboas)

15 comentários:

Juanita disse...

olá

pois foram ter à minha casa uns marmelos e eu já andei aqui a pesquisar...e como marmelada não é muito apreciada lá por casa, vou fazer um "clafoutis de marmelo", a ver vamos como sai!!
depois conto!!

beijocas

Natércia disse...

Minha amiga adorei a sua marmelada se for nestes dias ao Alentejo e vier alguns vou fazer como a sua.um beijinho.Natércia))

Marizé disse...

Turbolenta, essa sua foto provocou-me um ataque de saudades da minha infância. Está linda!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Turbolenta
Já comi um pouco de marmelada.
Quero informar também que Alda Inácio do blogue Crítica & Denúncia, do Brasil, nos propôs,em resultado da "concentração" de ontem no Notas Soltas, criar um blogue universal com um banner para os nossos blogues. Estou em contacto com ela para ver como nos articulamos. Conto contigo para este passo que penso ser de alguma importância e que poderá ser o início de outros que podemos dar. Todas as colaborações são poucas e indispensáveis por isso, se puderes, colabora com as tuas sugestões e ofertas de disponibilidade. É preferível fazermos pouco a nada e, pior ainda, ficarmos parados.Recebem-se sugestões em Silêncio Culpado.
Um abraço

Goretti disse...

A minha mãe tb faz todos os anos. Confesso que nunca tentei, mas a sua está com um aspecto muito tentador...

Nani do Paulo disse...

Eu adoro marmelada, mas não conheço o fruto marmelo!
Beijos!

semente de sésamo disse...

Na minha família quem faz marmelada é a minha avó. Esta ficou muito bonita

Célia disse...

Adoro marmelada e come-la á colherada. RSSS.

maria-joão disse...

A marmelada lá em casa vem a seguir. Por enquanto ainda estamos no dece de tomate.

Dragão Azul disse...

Olá
Em minha casa a marmelada voa, desaparece em muito pouco tempo, porque o meu marido devora-a a uma velocidade impressionante...
A minha receita é um pouco diferente da tua e um pouco menos trabalhosa... lavo os marmelos... parto-os, retiro-lhes os caroços, parto-os aos cubos meto-os numa panela e coloco mais ou menos 700 a 750 gramas de açúcar por quilo de marmelos limpos, tapo e levo a lume brando, deixo cozer bem os marmelos no açúcar, até ficarem tenrinhos e com uma cor dourada... tiro do lume e passo a varinha mágica de forma a ficar um creme homogéneo... Levo novamente ao lume para endurecer... retiro e coloco em tigelas...
Fica uma marmelada mais rija e mais saborosa por causa da casca do marmelo...
Depois faço como tu em relação ao papel vegetal...
Com a minha falta de tempo este ano ainda não fiz marmelada... há uns tempos e porque o meu avô tinha muitas maçãs no quintal, fiz marmelada de maça, que também já desapareceu...
Beijos
Sonhadora
http://sonhosenevoados.blogs.sapo.pt
PS: Vê lá se começas a aceitar comentários de outros blogs que não sejam do google

Migas disse...

Como eu gosto de marmelada! Então se for acompanhada por um queijo, melhor ainda! A sua ficou bem bonita, vermelhinha! :o)

Nani do Paulo disse...

Não conheço mesmo, parece pessego, vou ver se encontro no mercado central, embora eu nunca tenha visto um lá.
Obrigada,
beijocas!!!

maria-joão disse...

Já tenho! Já tenho! A vovó já fez!!!

moonlight disse...

Adoro pão com marmelada, mas nunca fiz. Esta tem um ar delicioso.
bjs

Brites disse...

Só agora é que me lembrei que fiz pela primeira vez marmelada e ficou boa... esqueci-me de colocar as fotos!
Adorei a tua marmelada!